Jump to Content
Jump to Navigation

Readaptando Espaços

junho 13th, 2017

No Antes, ela era assim, sem identidade para nova família que queria uma salinha bem intima e aconchegante para assistir Tv.

No Depois, transformamos … e a Salinha acolheu por uns 7 anos, momentos de lazer, recolhimento e acolhimento, cumprindo a função familiar da época.

No Depois do Depois, nova utilidade é necessária agora … ele cresecu, esta cursando Artes Plásticas e precisa de um Espaço organizado para deixar fluir sua criatividade com as novas ferramentas como: papel, lápis, tinta, giz de cera e argila.

Então, ainda em Projeto, vamos transformar porque tudo que queremos ver  de mudanças no macro, começa primeiro no micro.


Na parceria para Projetos!

junho 5th, 2017

Há um tempinho, estudávamos juntas, para nos formarmos na oitava série, o que hoje seria o ensino fundamental  … não sei se sonhávamos em ser arquitetas, ainda tínhamos o colegial pela frente … eu só sei que gostávamos de desenhar e tínhamos afinidades como amigas, participando da mesma “panelinha”!

O ano passado tivemos a oportunidade de nos encontrarmos numa festa do pessoal do colégio Pequenópolis e esse ano fizemos nossa primeira parceria.

Foi um Projeto pequeno, onde fiz a parte que mais gosto, a criação, que chamamos de Ante- Projeto e ela desenvolveu o Projeto Executivo, que precisa ser bem detalhado, com todas as medidas e informações de civil, marcenaria, marmoraria, serralheria, materiais de acabamento e outros detalhes, para que a firma executora possa construir sem depender da nossa atuação, se for o caso da não contratação para administração da obra.

Bom, primeiro projeto finalizado e que possamos desenvolver outros com harmonia e clareza.

Gratidão Ana Claudia de Oliveira!


Reconhecendo as jóias da vida!

maio 30th, 2017

Eu adoro essa foto! É de um espaço que projetamos, da joalheria da designer Monica Di Creddo.

Os bustos e os nichos que expõe as peças receberam iluminação focada para destacar ainda mais a beleza das jóias.

Sou grata pelo dom de trabalhar com o belo , pela fonte de inspiração para quem admira a arte, reconhecendo que Deus também mora nos detalhes.


Caminho, Propósito, Conexão!

maio 23rd, 2017

“Quando queremos  muito  alguma coisa, tendemos a nos atrapalhar, a tentar forçar o mundo a nos servir, a usar mais força do que o necessário, correndo o risco de causar um movimento na direção contrária da desejada. O caminho na direção de nossos sonhos é uma dança na qual é preciso rodopiar pelo salão, se deixar levar, sem perder de vista onde se quer chegar. Requer entrega, graciosidade e leveza.

É preciso aprender a confiar. Podemos fazer isso observando o curso de um rio, o vôo de uma borboleta rodopiando ao vento, as folhas que se desprendem do galho da árvore, abrindo espaço ao novo.

Feche os olhos, imagine em detalhes o que deseja manifestar, e depois siga, dance com a vida, com a graça de quem sabe estar sendo levado de volta ao seu lugar.”

Esse texto de Patricia Gebrim veio de encontro com a vivência que participei no sábado passado com a facilitadora Merikol Duarte, com o tema: Caminho, Conexão, Propósito que aconteceu no Instituto Vector Equilibrium.

Somando a  incrível vivência, com esse sábio texto e com o suave  vôo dos tucanos da fotografa  Eliza Carneiro , sigamos envolvidos com nossos ideais, não permitindo que nada que é externo nos contamine, no propósito que nos faz estar aqui, que nos impulsiona a colocar nossos talentos em ação, na síntese de quem somos para servir no amor!

Porque o que queremos ver transformado no macro, começa aqui, no micro!


De cara nova!

maio 16th, 2017

O Depois é bonito de se ver, de sentir, mas muitos não imaginam o esforço que muitas vezes é necessário para que essa transformação ocorra.

Primeiro é necessário querer a mudança, ter certeza que, por algum motivo, o velho não te serve mais. Podemos chamar essa fase de INTENÇÃO.

A segunda fase é a DISPONIBILIDADE, ou seja, ter vontade, força  e recursos para realizar a intenção.

A terceira fase é o planejamento, o PROJETO que pode trabalhar em cima dos recursos disponíveis ou projetar o sonho e executar aos poucos, conforme a fluidez.

E a quarta fase é aquela que, após escolher o executor, deixa-se cair as paredes, libertando os elementais que seguraram por tanto tempo aquela forma e CONSTRUIR a nova forma, acreditando, através de bases sólidas, que nova vida deve nascer e que novos ares surjam!

GRATIDÃO ao Antes, pois é através dele e da consciência do basta, que é possível recriar o que queremos para o Agora e ficar de cara nova!

Você já viu a nova cara do Vector Equilibrium?


A chave está no Silêncio!

maio 8th, 2017

Esta acontecendo uma campanha de iniciativa da Awaken Love criado por Sri Prem Baba pelo cultivo de apenas 1 minuto em silêncio com o objetivo de promover uma mudança por conta da percepção ampliada que esse silêncio pode propiciar e ontem, dia 7 de maio tivemos O Dia internacional do Silêncio para nos lembrar dessa ferramenta poderosa que todos nós temos.

“O silêncio é a vitória do espírito sobre a matéria. Ele é a base da alquimia que transforma veneno em néctar – sofrimento em alegria. Afinando-se com os códigos divinos do silêncio, transitamos do estado de esquecimento para o estado de lembrança de quem somos. Em síntese, o nosso trabalho é realizar o silêncio, pois tudo que é belo e verdadeiro, tudo que edifica e constrói, nasce desse estado interior.”

E será só através dessa mente meditativa, livre dos pensamentos repetitivos e limitantes, que poderemos entrar em contato com Deus e receber os insights necessários para nos libertar de tudo que nos aflige na conquista da Felicidade.

Na ilustração projeto que desenvolvemos, a pedido do cliente, com um canto que remetesse  a essa possibilidade de contato com o Divino, através da imagem de sua crença.

Aproveito aqui para saudar você, através do Buda que reside em mim, o Buda que reside em você! Namastê!


Geometria Sagrada na Integração!

maio 2nd, 2017

Corpo e Alma, Matéria e Espírito … como integrar esses dois aspectos de maneira que a nossa existência faça sentindo?

Essa alma se manifesta aqui através do nosso corpo, onde podemos expressar nossos talentos Divinos, receber e trocar experiência com o outro através desse veiculo material e seus sentidos. Tanto esse corpo que serve essa alma como essa alma que se expressa através desse corpo precisam de alimento, um mais denso e outro alimento mais sutil, porém ambos são necessários, não podemos beneficiar um em detrimento do outro para não gerar desequilíbrio.

No tarô do Osho tem um oráculo chamado de Abundância que diz assim: “É necessário ser inteiro, rico no corpo, rico em ciência, rico em meditação, rico em consciência. No meu modo de ver, apenas a pessoa inteira é uma pessoa Sagrada.”

Baseado nisso resolvi  criar um “altar”para esse ser inteiro, integrado, que aceita as necessidades do corpo sem julgamento e que se conecta com o ser Divino através de suas práticas espirituais. Nessa ambientação ( na ilustração), com isenção de imagens espirituais, foi criado esse espaço com o objetivo de sintetizar essa integração através da simbologia que essa peça da Geometria Sagrada com 64 Tetraedros  representa e que vibra o Vector Equilibrium ou seja, o Vácuo, a Perfeição, o Absoluto, o Sagrado.

Para adquirir essa peça, pingentes e outras da Geometria Sagrada, com várias opções de cores acesse o site www.facebook.com/manaf3D.


O quarto estado da água!

abril 24th, 2017

Venho de um feriado em Gonçalves, terrinha mineira potencializada de energia e repleta de cachoeiras … de vivenciar a força das águas e tive o prazer de fechar  a noite com chave de ouro, já em São Paulo, com a peça: “ O Quarto Estado da Água”!

Águaaaa !!!

A peça dirigida pela talentosa e querida amiga Bia Szvat, com dramaturgia de Flávio Cafiero, estrelada por Kiko Pissolato, Anderson di Rizzi e Helbert Richers Jr e música ao vivo (violoncelo, acordeão e sax), nos faz refletir sobre os estados da água, num encontro de identidades sólidas, líquidas e gasosas,  através do ”retrato da vida de três homens que se encontram (podendo ser também a referência da busca da integridade perdida de um homem e seus ciclos de vida ou suas inseguranças) , desencadeando um mergulho nas suas memórias. “Os eventos relembrados passam pela descoberta da própria identidade, a partir da repressão e comportamentos não considerados masculinos (…) O preconceito diz que o masculino não pode manifestar sensibilidade ou outras característica consideradas femininas ou fracas.”

O quarto estado da água, que não é líquida, nem sólida, nem gasosa, nos remete a inquietação do homem contemporâneo que diante do machismo investiga o novo masculino, bem como novas formas de amar, fazendo um paralelo baseado no fato ainda pouco conhecido, do fenômeno causado pelo aprisionamento das moléculas de água no mineral berilo, encontrado na esmeralda.

E toda complexidade do texto é explorado no palco de forma criativa e leve, resgatando “a arte como entretenimento, espaço de reflexão e construção artística. O resultado é um espetáculo altamente atraente, uma comédia feita com humor corrosivo, diálogos bem esculpidos cheios de primeiras, segundas e terceiras intenções, repleto de musicalidade, tempos de reflexão para todo mundo que busca algum frescor na forma de se fazer teatro”

Reflexões minhas : Água no estado gasoso, líquido, sólido, plasma, molécula aprisionada, ondas altas, ondas moderadas, “n” estados, “n” personalidades, “n” ciclos …independente de tudo, em essência, tudo é Água … deve vir daí a frase “Somos todos um”!!!

Assistam a peça no Top Teatro até 18/06.e façam suas reflexões … eu adorei!!!

Os ingressos estão a venda pelo site: www.aloingressos,com.br .


A Geometria e a Sustentabilidade!

abril 17th, 2017

Na Expo Arquitetura Sustentável através da visita guiada pelo Geobiologo Allan Lopes conhecemos a Drag’ Eau.

Essa empresa, com sua linha industrial da UMH, trabalha com a transformação da água com freqüências negativas para seu estado de água de nascente, sem uso de química e sem consumo de eletricidade.

O princípio, falando na minha linguagem, é que a água passa por um objeto tubular com um dispositivo interno com construção geométrica rotativa, que submetido a uma alta velocidade gera um vórtice e a força da água fica concentrada no meio dando estrutura molecular estável que é capaz de deixar a água captar os componentes magnéticos de pureza contidos ali,  que são transmitidos a ela através de campos bioenergéticos, proporcionando seu estado vibracional natural.

“Esse mesmo princípio pode ser aplicado à nossa saúde e bem estar já que quando recebemos a água em nossas torneiras ela está praticamente morta (até a água mineral em garrafa), carregando consigo más informações do tratamento químico que foi submetida. Ao passar pelos componentes magnéticos desse equipamento, coadunado com os movimentos dos vórtices a água reencontra sua forma cristalina e é informada novamente com elementos positivos.”Para mais informações acesse : www.drag-al.com.br

De novo me “esbarro” com a geometria sagrada e com a vontade de cada vez mais me aprofundar nessa “matemática misteriosa” que tem seus princípios em todas as formações na natureza, o principio Divino em nós através da forma perfeita nos ensinando o caminho para as soluções em várias áreas de atuação na vida: na arquitetura, no design, na música, na energia livre (www.vectorequilibrium.com), na própria impressão 3D de objetos que expandem esse potencial (www.facebook.com/manaf3D), na indústria para uma solução como essa explanada aqui.

Gratidão!


Cores Vivas …

abril 11th, 2017

Pensando na lua de hoje, pensando em Páscoa, em Restauração, logo me veio uma visualização!

Imagine, primeiramente, pixels ou vários quadradinhos em branco e preto existentes na conformação da Terra, dos corpos , dos objetos sendo preenchidos, aos poucos, de cor, de vida! Todas as cores do arco- iris com todas as virtudes associadas a elas como: coragem, sabedoria, amor, beleza, paz, justiça, cura, segurança, prosperidade, alegria … música!

Música? Hum!

“…Bela visão

Cartão postal

Sabor do mel, vigor do sal

Cores da pena de pavão

Cenas de uma vibração total

Cores vivas

Eu pensei  em nós …”

Na casa?

Pode estar no colorido de uma parede ou nesse exemplo da ilustração, nas almofadas.

Eu desejo um banho de vibração de luzes coloridas para nós e todo Planeta.